QMIX Logística: Transportadora em Goiás está na contramão da refração causada pela COVID-19

Transportadora em Goiás

A 4ª rodada da Pesquisa de Impacto no Transporte Covid-19, divulgada dia 23 de julho pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), revela que o setor de transporte registrou queda de demanda pelo quarto mês consecutivo. O levantamento, realizado entre os dias 9 e 15 de julho, ouviu proprietários de 858 empresas de cargas e passageiros, de todos os modais de transporte. A QMIX Logística foi uma das empresas consultadas na coleta de dados.

Conforme levantamento da CNT, 76% das transportadoras sinalizam que houve redução nas demandas do mês de junho e aproximadamente 57,2% disseram que a refração foi gigantesca. Além disso, das 858 empresas consultadas, 60% tiveram queda no faturamento, e 41,8% afirmaram que estão com sua capacidade de pagamento comprometida – parcelas de financiamentos, tributos, alugueis, folha de pagamento, etc.

Os dados mostram também que 80% das transportadoras vislumbram dificuldades pelos próximos quatro meses por causa da pandemia da Covid-19.

 

Transportadora em Goiás: frete de Goiás para Macapá continua em alta

 

Como aconteceu com outras transportadoras em Goiás, o volume de carga da QMIX Logística foi afetado pela pandemia da Covid-19. Mas essa refração no frete de Goiás para Macapá ocorreu somente nas duas primeiras semanas. Após esse ínterim, nossa transportadora estava transportando cargas a todo vapor. Isso provavelmente aconteceu porque transportamos basicamente alimentos, bebidas, comida para pets, como ração, temperos, dentre outros. Os serviços dessa transportadora em Goiás permitiu que o abastecimento de cidades do Amapá, como Macapá, não fosse comprometido.

 

 

Transportadora em Goiás orienta motoristas que fazem frete de Goiás para Macapá sobre Covid-19

 

A QMIX Logística forneceu diversas orientações para que seus motoristas não fossem infectados pelo novo coronavírus. Constantemente batemos na tecla da importância de aumentar a higiene das mãos, lavando-as com água e sabão ou utilizando álcool em gel sempre que possível; usar a máscara corretamente; e ainda a necessidade de limpar o volante do caminhão com álcool em gel frequentemente. Acatando à risca nossas instruções, até o momento, nenhum dos nossos motoristas que realizam frente de Goiás para Macapá foi infectado.

A QMIX Logística é uma transportadora em Goiás que valoriza seus motoristas. Atualmente todos precisam seguir uma série de normas de segurança para evitar contaminação. Com isso, as entregas continuam sendo feitas e a saúde deles preservada.

 

 

Transportadoras em Goiás afetadas pela Covid-19 dão sinais de recuperação

 

Pesquisa da Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (NTC&Logística) mostra que o transporte rodoviário de cargas começa a dar sinais de recuperação no nosso Estado. Transportadoras em Goiás e caminhoneiros tem a seu favor a força do agronegócio e o retorno gradativo das atividades comerciais no Brasil. Ainda de acordo com a pesquisa, a safra de grãos amorteceu a queda na demanda provocada pela pandemia do novo coronavírus.

Segundo a NTC&Logística, Goiás atingiu a maior variação negativa no mês de maio com queda de 33,91% com relação ao nível pré-pandemia. Em junho, o porcentual passou para 19,6%, o menor entre 15 os estados brasileiros avaliados no mês. E as transportadoras em Goiás e caminhoneiros podem comemorar, pois a tendência é que esse porcentual continue abaixo de 20% pelos próximos meses.

 

 

Construção de terminal rodoferroviário em São Simão beneficiará Transportadoras em Goiás

 

Governador do Estado de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM) anunciou no dia 21 de julho que São Simão receberá a construção de um terminal de transbordo rodoferroviário para transporte multimodal de cargas, interligando à Ferrovia Norte-Sul ao Porto de Santos. Com capacidade estática de 42 mil toneladas divididas em seis silos, descarga rodoviária de 850 toneladas/hora (20 mil toneladas/dia) e carregamento ferroviário de 3 mil toneladas/hora. A estrutura será construída em parceria com as empresas Rumo e Caramuru Alimentos.

A expectativa é que o empreendimento comece a operar no primeiro semestre do ano que vem, 2021, movimentado mais de 5,5 milhões de toneladas de grãos e farelo de soja, o que corresponde anualmente a mais de 80 mil caminhões. A construção do novo terminal rodoferroviário irá beneficiar muitas transportadoras em Goiás, pois receberá cargas do nosso Estado, de Mato Grosso e do Triângulo Mineiro, com uma operação eficiente e dinâmica, elevando a competitividade do agronegócio da região e, ainda, colocando Goiás em um novo patamar na disputa internacional.

 

Saiba mais sobre a QMIX Logística clicando aqui!

Compartilhar:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Precisa de uma transportadora?

Faça uma cotação com a QMIX agora

Todos direitos reservados

QMIX 2020